Vídeos interessantes sobre Autismo.

Loading...

quinta-feira, 17 de março de 2011

Como lidar com Autistas, Dicas e Contatos.- Escrito por Daniela Bolzan


A pedido de algumas mães e pais de muitas cidades que têm me mandado e-mails, compartilhando experiências por ser familiares de Autistas, alguns em alto grau , outros em graus menores, e algumas ainda com seus filhos bebês, ainda com meses de idade que estão iniciando, começando a apresentar certos sintomas do autismo.
Agradeço desde já a todos vocês pela confiança que têm depositado em mim, e pelos imensos elogios nesses e-mails e Orkut que me mandam sobre o blog e elogiando a minha coragem de me expor e expor meu filho e mostrando que eu não tenho vergonha de mostrar ao mundo que sou mãe de uma criança especial, fico muito Emocionada, pois me preenche profundamente poder compartilhar e ajudar no que eu puder de alguma maneira.
Vocês já fazem parte da minha história, pois como sou solteira e minha família quem me ajuda muito a cuidar do meu pequeno Gabriel, pois como todas nós sabemos, não é nada fácil cuidar de uma criança Autista;Vocês já me ajudam muito somente por escrever e me mostrando que posso ser útil a vocês.  Essas crianças autistas,mesmo que ainda apresente apenas o Transtorno Invasivo de Desenvolvimento ou ainda a Síndrome de Asperger que são sintomas parecidos, crises bem parecidas, porém patologias diferentes diagnosticadas aos olhos dos profisionais são crianças que não precisam nada além mais do que amor e atenção.
Não vou revelar o nome dessas mães e Pais que têm me mandado e –mail, até mesmo por uma questão de respeito e confiança, que depositaram em mim para poder auxiliá-los no que for preciso.
Muitas perguntas me foram feitas, Métodos, Tratamentos, como podemos fazer para controlar as crises que alguns tem apresentado com freqüência, as Birras excessivas que eles fazem incontrolávelmente, a seleção de alimentos, a falta de contato visual e até mesmo a situação da influência da Lua  sobre o comportamento dos adultos e crianças especiais.
Deixo claro aqui, Não sou nenhuma profissional com relação ao assunto, mas tenho uma bagagem muito ampla, pois sou mãe de um autista, e em relação ao meu papel de mãe sou mais que uma profissional no assunto, pois conheço ele como a palma da minha mão,acho  que às vezes mais que a mim mesma. Fui em busca de muitas informações, li muito, estudei incansavelmente sobre esse assunto quando soube que era uma mãe abençoada por  ter gerado um anjo.
Respondi a todos os e-mails, mas vou relatar aqui algumas das minhas respostas, sem citar nomes como foi dito anteriormente.
Primeiramente o mundo dos autistas na minha opinião é um lugar que meu filho me apresentou e que eu com minha experiência pude perceber a imensidão desse lugar para ele. É como se fosse algo deslumbrante que nada mais ao redor importasse. É assim que eles se sentem quando não querem ser interrompidos quando estão em suas “bolas de cristal”, digo cristal, pois é um mundo fascinante, e ao mesmo tempo frágil, e a fragilidade desse cristal reflete na fragilidade do coração de um autista.
Um pai me perguntou o que se passava na cabeça de um autista. É uma pergunta difífil de se encontrar resposta, mas  apenas disse a ele que quando o filho dele ficasse nesse mundo frágil que ele sentasse do lado dele como se não estivesse querendo nada, apenas uma companhia quieta e ao mesmo tempo importante, analisar, e eu garanti a ele que o filho dele iria convidar para entrar ao seu mundo, podia ser por um simples olhar, oferecendo um brinquedo, ou até mesmo dando um sorriso. Mas que através do olhar do filho ele iria começar a perceber o que se passava dentro da cabecinha dele.
O raciocínio desses anjos são raciocínios totalmente impressionantes, alguns até acima da média, outros não conseguem se expressar através da fala e ficam nesta quietude preocupante que nós pais percebemos muitas vezes.
Esse pai me escreveu algumas semanas depois e disse que o filho dele começou a trocar contato visual com ele, coisas que não fazia antes de que ele permitisse a presença dele  ao seu lado. Fiquei muito feliz, pois ele até está convidando ele para brincar.
Agora analisemos este fato.
Será que realmente é um mundo só deles que os autistas se trancam? Ou será que eles apenas têm dificuldades e preferem se expressar aos poucos de maneira que antes de tudo precise  adquirir a confiança em quem se dispõe a ficar perto deles?
Difícil entender como eles entendem o mundo, mas isso também não precisamos ter pressa, digo isso pois eles entendem absolutamente tudo o queremos dizer, mas apenas não compreendem a maneira de fazer o que pedimos, então é importante que mostremos a eles como fazer as coisas, pois o visual das pessoas autistas é muito mais importante do que qualquer outro sentido. Eles precisam ver o que queremos deles para que possam entender. Muitas vezes fingem que não escutam, isso é muito comum, mas não precise gritar esperando que ele olhe, apenas espere o tempo dele que ele vai olhar para você e ver o que deseja dele.
Para entender um autista, ou alguma criança ou adulto com patologia associada, basta ter força  de vontade pra estimular, e também paciência e  muito amor.
Vamos respeitar o tempo de nossos anjos, vamos defender eles de todo o pecado e perigo.
Jamais forçar a fazerem coisas que não querem, espere o tempo dele, respeite esse tempo. Não vai lhe custar nada. Dê muita atenção a eles.
Lembre-se Deus  escolhe os pais desses anjos a dedo,e fomos escolhidos, portanto, paciência ,  atenção e principalmente amor são essenciais para que nossos anjos nos compreendam e que nós possamos compreender seus pensamentos e sentimentos.
Pense nisso, qualquer coisa estou a disposição pelo – email    . danny_ bolzan@hotmail.com
 Abraços Daniela Bolzan

4 comentários:

  1. Daniela quero parabenizá-la pelo blog.
    Sua iniciativa é linda em ajudar outras pessoas através das suas próprias experiências de muito amor e carinho com seu filho.
    Você e seu anjinho Gabriel são especiais e iluminados por Deus.
    Vejo em vcs o real significado da palavra AMOR!

    Abraços
    Karen

    ResponderExcluir
  2. QUERO PARABENIZÁ-LA PELO SEU BOLG, ESTOU OBTENDO INFORMAÇÕES IMPRTANTES E QUE TEM ME AJUDADO MUITO A ENTENDER O MUNDO DO MEU AUTISTA GABRIEL DE 3 ANINHOS, ESSA TROCA DE EXPERIÊNCIAS É FUNDAMENTAL PARA NÓS PAIS. DEUS TE ABENÇOE E TE DE SABEDORIA PARA CONTINUARMOS TRILHANDO ESSE CAMINHO AO LADO DOS NOSSOS ANJOS AZUIS!!! BJS

    MARISA

    ResponderExcluir
  3. Daniela dentro em breve vou esta passando um email para vc para falar d Matheus.
    Parabéns pelo seu blog li alguns depoimentos, estou começando neste mundo do autismo agora e não sei muito sobre o assunto e aqui eu me encontrei pois são pais que passam pelo problema e não medicos falando sobre o assunto( o que tbm e importante).

    ResponderExcluir
  4. Daniela me emocionei muito com sua história pois me identifico com você, tenho um filho autista moisés de 4 anos.... Só quem sabe o que passamos somos nós e DEUS que esta ao nosso lado em todos os momentos.... Sei que não é fácil, mais Deus que nos dar forças para continuar lutando pelos nossos pequeninossss... Continui nos ajudando com informações, e seja essa pessoa guerreira e que luta pelo bem-estar e um bom desenvolvimento do seu filho e do próximo, sua recompensa vem do céu. Que Deus te abençõe cada vez mais.. xero pra você e pro Biel. ass: Maraíza Carvalho

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, é muito importante saber sua opinião! Espero que este artigo tenha causado algo positivo em seu coração. Obrigada!